Workshops


As discussões matemáticas coletivas como forma de tornar visível o pensamento dos alunos
Detalhes
Vagas disponíveis*: Dia 5 de setembro: 0     Nº máximo de vagas: 30
Moderador: Rosa Ferreira  Faculdade de Ciências, Universidade do Porto

Numa abordagem exploratória ao ensino da matemática, após trabalharem autonomamente em tarefas com potencial para o pensamento divergente ou para uma multiplicidade de estratégias, os alunos envolvem-se em discussões coletivas sobre as suas produções. De modo a promover as aprendizagens dos alunos nestes momentos de discussão, o professor tem de atender ao pensamento do aluno e torná-lo visível para toda a turma, pedindo explicações e justificações, e promovendo o questionamento entre alunos. Neste workshop, com apoio num caso multimédia (que inclui vídeos de excertos de aulas, entrevistas à professora e produções escritas dos alunos), iremos analisar quais as ações do professor que ajudam a tornar visível o pensamento do aluno e, desta forma, que ajudam a tirar o melhor partido da fase de discussão coletiva duma aula exploratória de matemática.

Educação Ambiental
Detalhes
Vagas disponíveis*: Dia 5 de setembro: 0     Dia 7 de setembro: -1 Nº máximo de vagas: 30
Moderador: Cristina Calheiros  CIIMAR, Universidade do Porto

Um dos maiores desafios da humanidade é enfrentar as alterações climáticas. É determinante pois o compromisso assumido por cada um de nós e das organizações que integramos. A Educação Ambiental (EA) desempenha um papel relevante no que respeita à necessidade de salvaguarda das gerações futuras assentando num modelo de desenvolvimento sustentável e na consciencialização do envolvimento de cada um. A adoção de uma Estratégia Nacional de Educação Ambiental (ENEA 2020) apoia esta visão através dos seus princípios orientadores, que visam: Educar tendo em conta a experiência internacional e nacional, Educar para a capacitação da sociedade face aos desafios ambientais, Educar para a sustentabilidade e Educar para uma cidadania interveniente.

Educação, Ciência e Religião: o cosmos, as moléculas e a vida
Detalhes
Vagas disponíveis*: Dia 5 de setembro: 0     Dia 7 de setembro: 27 Nº máximo de vagas: 60
Moderador: João Paiva  Faculdade de Ciências, Universidade do Porto

São conhecidas as tensões históricas e contemporâneas entre ciência e religião. Aborda-se, em particular, a tetralogia de Barbour constituída por conflito, independência, diálogo e integração. No palco educativo, as relações entre ciência e religião projetam, além do caldo cultural em que se inserem, verdadeiros dilemas educativos, plenos de riqueza e potencialidade pedagógica, disciplinar e interdisciplinar. Nas entrelinhas das questões (muitas!) que surgem espontaneamente da parte dos alunos, espreitam aspetos epistemológicos, semânticos, filosóficos e científicos, cuja reflexão merece algum cuidado. Entre outras abordagens, refletiremos sobre as teses cientificistas e Dawkins e sobre a perspetiva Chardiana e a sua ideia de cosmogénese, que pode colocar em evidência, por sua vez, algum desconforto para os protagonistas de certo fundamentalismo religioso. Serão explorados de forma ativa, contando com a experiência dos docentes presentes, casos concretos de sala de aula, principalmente nas disciplinas de ciências naturais, biologia, físico-química e matemática.

Hereditariedade, Sexo e Género: do outro lado do espelho
Detalhes
Vagas disponíveis*: Dia 5 de setembro: 0     Dia 7 de setembro: 0 Nº máximo de vagas: 20
Moderador: Luís Calafate  Faculdade de Ciências, Universidade do Porto

Neste workshop vamos abordar dois Problemas da Biologia - a Hereditariedade e o Sexo, com implicações para a discussão de um tema de grande atualidade – o Género: por que não se limitam as pessoas a praticar a partenogénese, desenvolvendo embriões a partir de óvulos não fertilizados? Como evoluiu a sexualidade humana? Porque é que os seres humanos têm dois sexos? Porque é que as pessoas não são hermafroditas?

História da Matemática no Ensino da Matemática
Detalhes
Vagas disponíveis*: Dia 7 de setembro: 0 Nº máximo de vagas: 30
Moderador: José Carlos Santos  Faculdade de Ciências, Universidade do Porto

A História da Matemática é rica em material interessante que se presta a ser empregue em sala de aula, tanto como complemento da matéria do programa, como para dar contexto histórico a este. Serão vistos diversos exemplos, adequados a vários níveis de ensino.

Multimédia no Ensino da Química
Detalhes
Vagas disponíveis*: Dia 7 de setembro: 0 Nº máximo de vagas: 25
Moderador: Carla Morais  Faculdade de Ciências, Universidade do Porto

A utilidade pedagógica e a vantagem científica do uso de recursos multimédia no ensino em geral e no ensino da Química, em particular, tem-se revelado indubitável. Pretende-se com este workshop: i) promover “boas práticas” de uso de recursos multimédia no ensino da Química, ii) analisar criticamente recursos multimédia disponíveis, cruzando-os com os programas curriculares de Química do Ensinos Básico e do Ensino Secundário, e iii) conhecer instrumentos de potenciação pedagógica associados ao uso de recursos multimédia.

Practical ‘Earth Learning Ideas
Detalhes
Vagas disponíveis*: Dia 5 de setembro: -1     Dia 7 de setembro: -1 Nº máximo de vagas: 30
Moderador: Peter Loader & Clara Vasconcelos  The Geological Society of London & Faculdade de Ciências da Universidade do Porto

Earth science is a practical subject and the Earth Learning Ideas (ELIs) demonstrated in this workshop are directed at teachers to support pupil participation in lessons and enhance learning. They aim to encourage interactive teaching and the development of critical thinking and investigational skills, whilst being fun to carry out for pupils and teachers alike. The workshop will demonstrate a wide range of Earth science related models, activities and demonstrations, representing just a selection of those available from a dedicated UK website that is regularly updated with new ideas. All activities, some of which have been translated into Portuguese, are free to download in pdf format and accompanied by ´back-up´ notes for the busy teacher.

ATENÇÃO: Este workshop será ministrado em inglês por Peter Loader, mas haverá tradução simultânea para português por parte de Clara Vasconcelos.

O vídeo como ferramenta de ensino e de aprendizagem ativa em Física
Detalhes
Vagas disponíveis*: Dia 5 de setembro: 0     Nº máximo de vagas: 16
Moderador: Paulo Simeão Carvalho  Faculdade de Ciências, Universidade do Porto

O vídeo assume-se, atualmente, como uma poderosa ferramenta de ensino e aprendizagem dentro e fora da sala de aulas. Como tal, é urgente o professor conhecer formas de potenciar a sua utilização. Nesta oficina iremos mostrar duas maneiras de utilizar o vídeo em Física: como preparatório de atividades experimentais e como atividade experimental virtual, bem como o uso de ferramentas de tratamento de vídeo.

Os microrganismos no nosso quotidiano
Detalhes
Vagas disponíveis*: Dia 7 de setembro: 0 Nº máximo de vagas: 17
Moderador: Olga Maria Lage & Joana Torres  Faculdade de Ciências da Universidade do Porto & Colégio de Gaia

Apesar da sua ampla distribuição e da sua reconhecida importância, ainda são muitas as conceções erróneas que os alunos e a sociedade em geral possuem acerca dos microrganismos, sendo-lhes atribuído, na maioria das vezes, um caráter nefasto. Desta forma, e tendo em conta as potencialidades dos microrganismos para as nossas vidas, torna-se crucial melhorar o conhecimento dos nossos alunos e motivá-los para esta área da Biologia. Partindo de uma pequena introdução teórica sobre a evolução histórica da Microbiologia e da relevância do seu estudo, pretendemos realizar algumas atividades práticas que podem ser facilmente aplicadas em sala de aula e que nos permitem observar, caracterizar e conhecer melhor alguns dos microrganismos que nos rodeiam e que fazem parte da nossa vida.

Os desafios de comunicar ciência nos dias de hoje
Detalhes
Vagas disponíveis*: Dia 5 de setembro: 0     Dia 7 de setembro: 0 Nº máximo de vagas: 30
Moderador: Ana Laranja  CIIMAR/Centro de Monotorização e Interpretação Ambiental (CMIA) de Vila do Conde

Nos dias de hoje a ciência está muito presente no dia-a-dia de todos nós. A curiosidade e o despertar para esta temática chega à população em geral através de assuntos abordados na escola, museus e centros de ciência, jornais, revistas e televisão. E hoje em dia também vemos alguns cientistas a comunicar ciência. Há uma pressão cada vez maior para que todos nós sejamos capazes de transmitir as nossas ideias.

* Número aproximado, algumas vagas ainda estão a ser avaliadas podendo, eventualmente, ficar ocupadas.